1.6.10

Quando acordamos e tudo parece estranho – quando os sonhos parecem reais e o mundo parece uma fantasia - mantemos os olhos fechados, tentamos continuar naquele globo de ilusão onde tudo parece ser correcto.Vou fechar os olhos. Vou manter os olhos fechados e fingir que não me fizes-te chorar, fingir que foi um pesadelo, fingir que não me disses-te aquelas palavras, fingir que realmente não estás a brincar comigo, fingir que ainda está tudo bem. Vou manter os olhos fechados e correr. Correr e mergulhar no mar frio, ir até ao fundo e caminhar nas ásperas ondas. Vou fingir que estou bem. Vou fingir assim até o sol me bater na cara mandando-me despertar. Depois irei ter contigo e desenhar um sorriso em meus lábios, beijar-te-ei o pescoço, a face e por fim a tua boca, prenunciarei que és o meu mundo. Dar-te-ei um abraço e irei-me despedir com um sorriso rasgado escondendo a verdade dura que reprimo dentro de mim. Queria que me desses a mão e pedisses perdão, me olhasses nos olhos e proferisses a realidade e não mais uma das tuas mentiras, queria que parasses de esconder, queria ter A prova, queria ter a coragem de te dizer adeus sem chorar, abrir os olhos pela manhã ansiando já que o dia não acabasse. Queria antes viver no meu mundo de ficção.
A verdade é insuportável e é tão fácil fingir.
Não está correcto, eu sei.

1 comentário:

LuisRocha disse...

gostei do teu blog :b
vou seguir *