20.5.10

Era uma mistura de alegria, risos tímidos, gargalhadas caladas, sons delinquentes e olhares demorados, contidos de desejo e fúria. Uma mistura de sentimentos atrapalhados, de vontades desesperadas e tormentos abafados. Uma mistura de misturas, uma mistura de cores felizes e infelizes. O que aconteceu? Foram os pensamentos impuros, uma desordem de palavras e de sentimentos, uma força maior, um impulso antes premeditado?Deitada na relva, a olhar as estrelas ocultas tenta perceber o que correu mal, o porquê de ter perdido tudo, o porquê de ter já acabado o que ainda nem tinha começado. As perguntas abarrotam-lhe os pensamentos não deixando passar a solução certa. Contemplava a lua e aguardava que algo ocorresse na sua enfadonha e maçadora vida. Aguardava para que aqueles momentos de união e desordem apaziguadora voltassem. Aguardava para que o tempo parasse e rebobinasse. Eram ambos felizes, antes. Não agora. Agora eram ambos duas pessoas magoadas e cansadas, ansiando pela hora em que um deles pronunciasse A palavra.


2 comentários:

sobre mim* disse...

adoro! :)

Mafalda Santos disse...

Está perfeito* por vezes olha-mos para trás e vemos como as coisas mudaram... e deseja-mos que voltem ao que eram mas tudo serve para aprender e não voltar a deixar as coisas "andarem" mal e achar-mos que vai passar.
Vou seguir.